Hiperplasia da Próstata

Olá! Hoje eu vou falar sobre a hiperplasia da próstata, conhecida também como o aumento benigno da próstata.

Meu nome é Cássio Andreoni, sou urologista, e estou aqui para falar sobre a hiperplasia da próstata, que é uma infecção muito comum. 

 

O que é a hiperplasia da próstata?

Muitas pessoas que começam a fazer o exame, mas veem a próstata aumentar, quase sempre ficam preocupadas e achando que isso pode ser câncer. Mas, esse aumento benigno não tem relação com o câncer de próstata.

O aumento benigno da próstata, que a gente poderia até fazer uma correlação, e falar que seria como o mioma que surge no útero da mulher, normalmente acontece depois dos 35, 40 anos. A próstata, por diversas razões das quais ninguém tem culpa, não apresenta causas, e por isso não existe muito o que fazer para prevenir o problema, ou seja, uns vão ter e outros não vão ter.

O aumento benigno da próstata vai acontecer em quase todos os homens. Com 50 anos, metade deles (50%) já possuem a próstata aumentada, e com 80 anos, a maioria também apresenta este problema.

Sintomas e complicações

Nem todo mundo terá sintomas ou problemas. E qual é o problema? O problema é que a próstata crescendo, como o canal da urina passa bem no meio, vai surgindo uma dificuldade para urinar.

E quais são os mais comuns? Pode acontecer de o jato ficar fraco, ou demorar para começar a urinar, ou parar no meio e começar de novo, ou demora muito, fica pingando, pingando e pingando. Ou algumas coisas que começam acontecer e que não aconteciam antes, como por exemplo, acordar a noite ou ter que sair correndo para fazer xixi. Então, a pessoa às vezes está até numa mesa de almoço, onde está com a família, e fica levantando para fazer xixi toda hora. Pode ser também uma inflamação, como a gente já falou, ou pode ser, às vezes, questões do aumento benigno da próstata.

O aumento benigno da próstata acaba sendo diagnosticado na visita ao médico, ao urologista, ou às vezes num exame de rotina de ultrassom, que poderá verificar a próstata aumentada.

Normalmente, o tratamento para isso, se o homem não apresenta problemas, não tem sintomas, nem alterações ou consequências, muitas vezes nem se faz nada. Como já dissemos, isso não vai aumentar o risco de ter câncer.

Se tiver algum problema no início, normalmente, o tratamento é com remédios, ou para diminuir ou para relaxar a musculatura da próstata. E em último caso, se nada disso estiver adiantando, e tiver sobrando muita urina, dando infecções, ou já está muito ruim para urinar mesmo com remédios, aí a cirurgia acaba sendo indicada.

Existem diversos tipos de cirurgia: pelo canal, cirurgia aberta – se faz cada vez menos, pois hoje existe cirurgia a laser, com vários tipos de fonte de energia, e aí dependendo de cada tipo de problema e tamanho da próstata, é que o urologista vai decidir qual delas realizar.

E então, se tiver algum desses problemas ou qualquer dúvida, procure seu médico para poder ter um esclarecimento melhor.

0 comentários

Dr. Cásssio Andreoni

Urologista pioneiro em robótica para cirurgia de próstata.

Entre em contato:

CRM 78.546

ENTRE EM CONTATO

(11) 2151-5508 | (11) 2114-6234

    Whatsapp (11) 97446-4726

Avenida Albert Einstein, 627
Bloco A1 - 5º andar - Sala 508
Pavilhão Vicky e Joseph Safra
Hospital Albert Einstein
São Paulo - SP

ACOMPANHE NAS
REDES SOCIAIS

        

WhatsApp Agende sua consulta