Suplementos Nutricionais e a Urologia

Consequências

Hoje na academia, é muito comum as pessoas fazerem suplementação nutricional com vitaminas, aminoácidos, proteínas e muitas vezes até com alguns tipos de hormônios como testosterona e gh e isso pode ter implicações com aumento de risco de desenvolver alguns tipos de doença da minha área de Urologia.

1 – Suplemento nutricional

Alguns suplementos podem aumentar o risco de problemas renais, tanto na função renal, como de cálculos renais e alguns hormônios que podem criar problemas na próstata.

Na questão dos suplementos, o uso de muitos aminoácidos e proteínas tem uma sobrecarga renal e podem estar associadas à maior incidência de pedras nos rins.

Queria dar essa precaução, porque muitas vezes é preciso saber se quer mesmo usar com esse risco, o quanto vai usar e talvez, fazer uma proteção aumentada para que esse uso não gere problemas nos rins.

Com relação, por exemplo, vitamina C que é muito comum, acima de um grama, um grama e meio por dia está associado à maior incidência de cálculos renais, assim como eu disse dos aminoácidos e proteínas, com relação aos hormônios, principalmente a testosterona.

2 – Hormônio

A testosterona é um hormônio natural do homem e anabolizante. O homem é anabolizado em relação à mulher que não tem a testosterona.

O uso da testosterona tem que ser feito de maneira equilibrada. A reposição hormonal deve ser feita apenas naqueles homens que estão com o hormônio realmente baixo, porque se ficar com o hormônio acima do normal pode ser considerado até uma terapia anabolizante e muitos não sabem, acham que estão fazendo apenas uma reposição hormonal.

O uso em excesso da testosterona pode causar maior chance de proliferação das células prostáticas e musculares, aumento da próstata com uma velocidade maior, com maior incidência de bloqueio urinário e complicações decorrentes do aumento da próstata, que inclusive já falamos em outros vídeos.

Dessa forma, de maneira ainda mais perigosa, o homem após os 40 anos que pode estar com um tumor na próstata, a testosterona é como se fosse a gasolina do câncer de próstata.

De forma que a testosterona em níveis normais pode criar um crescimento lento do câncer de próstata, porém, se a testosterona está muito alta, esse crescimento pode ser mais explosivo e gerar mais problemas.

Portanto, sempre fazer a avaliação de próstata e dos rins antes de fazer a suplementação e o uso de hormônios na academia.

Dr. Cásssio Andreoni

Urologista pioneiro em robótica para cirurgia de próstata.

Entre em contato:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Agende sua consulta