Câncer de Próstata

Olá! Nós vamos falar sobre o diagnóstico do câncer de próstata.

Eu sou o Cássio Andreoni, sou urologista, e estarei neste canal tentando esclarecer algumas coisas sobre o diagnóstico, e como se descobre o câncer de próstata.

 

O que é o Câncer de Próstata?

O câncer de próstata é o câncer mais comum dos órgãos sólidos do homem, acometendo 1 a cada 5 ou 6 homens, entre 40 e 80 anos. Por isso, é muito importante, primeiramente, fazer a prevenção. Como a gente já colocou antes, todo homem a partir dos 40 ou 50 anos, deve visitar o urologista para fazer uma avaliação.

 

Diagnóstico do Câncer de Próstata

O diagnóstico, na verdade, só é feito de uma maneira, que é com a biópsia de próstata. E o que é a biópsia? Biópsia é tirar um pedacinho da próstata, e mandar analisar no microscópio pelo patologista. Porém, muita coisa acontece antes de se indicar uma biópsia.

A biópsia de próstata é indicada apenas quando alguns exames aparecem alterados. Então, de forma geral, o homem deve procurar um médico, um urologista especializado, para que se faça o toque da próstata, e ele sinta se existe algum caroço, se ela está mole, se está crescida, se tem algum sinal de câncer.

O exame de sangue, que é o PSA, apresenta várias indicações, dependendo da idade, do tamanho da próstata, dos sintomas. Então, não dá para falar um valor normal específico, por isso, tem que ser um especialista para avaliar.

Então, deve-se fazer o exame de sangue, o toque da próstata, e a partir daí alguns homens, antes de se indicar a biópsia, quando ainda possuem alguma dúvida, podem fazer uma ressonância especializada.

Mas, na verdade, só com um toque muito característico de tumor, ou com o exame de sangue, que às vezes fica muito claro que ela está muito alta, e que dificilmente deve ser alguma outra coisa.

A biópsia de próstata melhorou muito as complicações e os problemas nos últimos 20 anos. É um procedimento ambulatorial, que você vai sair no mesmo dia. É bom fazer com anestesia, onde são retirados alguns pedacinhos da próstata, e enviados para análise.

Quando se indica uma biópsia da próstata, é esperado que mais ou menos um terço dos casos sejam positivos. Porque se a gente indica muita biópsia, você vai ter um número baixo de positividade, isso acaba sendo um equilíbrio ruim.

É necessário ter um equilíbrio entre o número de diagnósticos e as complicações, de forma que, se indicar muito precocemente por qualquer sintoma, você vai ter um índice de positividade baixo, e se você esperar para ter sintomas muito claros, todas as biópsias que você mandar fazer serão positivas.

Isso aparentemente parece bom, mas, isso quer dizer que você já está fazendo o diagnóstico muito tarde, de casos mais avançados. Não esqueça que é muito importante que a avaliação seja individual, não há uma receita de bolo que vale para todo mundo, e cada médico vai fazer o seu diagnóstico de forma bem individualizada.

0 comentários

Dr. Cásssio Andreoni

Urologista pioneiro em robótica para cirurgia de próstata.

Entre em contato:

agsdi-whatsapp