Pedra nos Rins

O tema: cálculos renais ou pedra nos rins, no termo médico é conhecido como litíase.

O que é?

As pedras nos rins são muito comuns na população, e podem acometer de 10 a 15% das pessoas, entre homens e mulheres. É um problema que, em qualquer pronto socorro do mundo, têm sempre muitas pessoas com cólica renal. Então, o problema é muito comum.

Dizem que a cólica renal, causada pelas pedras nos rins, é uma das piores dores que o ser humano pode ter. De forma que é um problema que pode pegar a pessoa em qualquer parte da vida dela, e principalmente num momento inadequado, por exemplo, em uma viagem, avião,  ilha, sítio e às vezes sem condições. Contudo, é muito importante entender as causas, e principalmente a prevenção desse tema.

Causas

As pedras nos rins são causadas principalmente por alguma inadequação na dieta, mais comumente como beber líquido insuficiente, ou seja a pessoa que tem urina muito mais escura, vivem em lugares mais quentes, têm mais tendência de pedra nos rins.

No ocidente, em geral, nós temos de três a cinco vezes mais consumo de sal que o normal, o que também leva à formação de pedra nos rins. De uns tempos pra cá, tem aumentado também o consumo de suplementos nutricionais, principalmente à base de proteínas, entre os atletas, mesmo amadores, e isso vem aumentando bastante.

Sintomas

A pedra no rim normalmente não apresenta sintomas. Algumas vezes sim, mas na maioria das vezes, não. Quando essa pedra se mexe, cai dentro do ureter, é um caminho cumprido que leva a urina do rim à bexiga, onde causa a dor pela interrupção do fluxo urinário, e essa dor é muito grande.

A maioria das pedras vão acabar saindo, mas normalmente, nas primeiras horas que isso acontece, a dor é insuportável e quase sempre leva a pessoa a ter que procurar uma assistência médico-hospitalar no pronto socorro, para receber analgésicos.

Infelizmente, algumas pedras não vão sair, e precisarão de cirurgia, causando um risco adicional, principalmente em mulheres, de uma infecção urinária associada, o que pode levar até o risco de vida.

Tratamento

De forma genérica, a maior parte das pedras que não saem com o tratamento medicamentoso, e vão precisar de uma cirurgia pelo canal, totalmente endoscópica. Isso é muito raro e essa situação melhorou muito nos últimos 20 anos.

Quando é uma pedra muito grande no rim, pode-se discutir o tratamento, que é um bombardeamento externo ou também um tratamento endoscópico por dentro.

Prevenção

E ainda, o mais importante das pedras nos rins é a prevenção. Existem quatro coisas super importantes:

  • Beber mais líquido (deixando a urina clara);
  • Uso de limão na água (ou qualquer fruta cítrica, pode ajudar mais ainda);
  • Diminuir o sal;
  • Evitar consumo exagerado de proteína.

Lembrando que cada caso é um caso. Essas são as pedras renais mais comuns e alguns casos são bem específicos e precisam de um tratamento bem individualizado. Mas sempre lembrar dessas três dicas: beber bastante líquido, limão, diminuir o sal e evitar o consumo exagerado de proteína.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dr. Cásssio Andreoni

Urologista pioneiro em robótica para cirurgia de próstata.

Entre em contato: