Dr. Cássio Andreoni

Glândulas suprarrenais: possíveis nódulos e tumores

Atualizado em 17/10/2023
Tempo de leitura: 2 min.

As glândulas suprarrenais desempenham um papel crucial na regulação hormonal. Produzindo substâncias como adrenalina, cortisol e andrógenos, essas glândulas influenciam aspectos vitais, como pressão arterial e metabolismo.

Neste post, explicaremos a função das glândulas suprarrenais, os hormônios que produzem e as condições associadas a desequilíbrios hormonais. Continue lendo para saber mais!

Qual a função da glândula suprarrenal?

As glândulas suprarrenais desempenham um papel vital na produção de uma variedade de hormônios, incluindo aqueles que regulam a pressão sanguínea, como a adrenalina. Além disso, elas produzem corticoides, como o cortisol, e hormônios androgênicos, como a testosterona, em pequenas quantidades, mesmo em mulheres.

Corticoides e cortisol não são medicamentos, mas hormônios produzidos regularmente pelas glândulas suprarrenais. Algumas condições podem resultar na produção excessiva desses hormônios, causando sintomas como hipertensão e desequilíbrio de potássio. É essencial que os médicos estejam atentos a esses sinais para investigar a possibilidade de hiperprodução de hormônios.

Nódulos na Glândula Suprarrenal

Nódulos na glândula suprarrenal, quando produzem hormônios em excesso, podem levar a condições como a síndrome virilizante, caracterizada pelo desenvolvimento de características masculinas em mulheres. No entanto, a maioria dos nódulos suprarrenais não produz hormônios e pode ser monitorada ao longo do tempo.

Além disso, a hiperprodução de hormônios pela suprarrenal pode ser responsável por crises de hipertensão, taquicardia e suor excessivo, conhecidas como crises de paroxismo. Infelizmente, essas crises muitas vezes são confundidas com crises de ansiedade ou de pânico, e é crucial reconhecer os sinais e investigar a causa subjacente.

Os nódulos da glândula suprarrenal podem virar câncer?

A preocupação com a possibilidade de câncer é comum quando se trata de nódulos suprarrenais, mas, geralmente, tumores menores que 2/3 cm raramente são cancerosos. No entanto, é importante monitorá-los quanto ao crescimento, pois a remoção cirúrgica pode ser necessária nesses casos.

Tratamento para nódulos na glândula suprarrenal

Felizmente, a cirurgia das glândulas suprarrenais evoluiu significativamente, de procedimentos invasivos no passado para técnicas minimamente invasivas com recuperação mais rápida. Uma equipe multidisciplinar, incluindo urologistas, endocrinologistas, cardiologistas e anestesistas, é essencial no tratamento de distúrbios relacionados às glândulas suprarrenais, devido às complexas interações hormonais com outras partes do corpo.

Dr. Cassio Andreoni Ribeiro

CRM 78546
RQE 102167 - Urologista

Urologista formado na Universidade Federal de São Paulo, há 25 anos e qualificado em cirurgia minimamente invasiva e robótica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 07 / 11 / 23
Aprenda sobre o diagnóstico de nódulos na glândula suprarrenal e as etapas seguintes. Explore a avaliação multidisciplinar e as condições como hiperaldosteronismo primário, síndrome de Cushing e feocromocitoma. Entenda como os especialistas abordam esses casos.
Ler Mais
 | 31 / 10 / 23
Entenda um pouco sobre as Glândulas Adrenal e Suprarrenal. Descubra onde estão localizadas e como essas glândulas desempenham um papel vital em sua saúde. Saiba mais sobre suas funções, complicações possíveis e nódulos que podem afetar sua saúde. Aprofunde-se na anatomia e função das glândulas adrenal e suprarrenal.
Ler Mais
Atenção: O site  cassioandreoni.com.br  apresenta informações de qualidade, sobre a saúde masculina, para orientação de todos. Não substitui uma avaliação completa e diagnóstico adequados, em consulta médica.

Dr. Cássio Andreoni© – CRM 78.546 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Última atualização: 09/04/2024 às 14:38
cross