Infecção Urinária nos Homens

A infecção urinária nos homens é bem diferente da infecção urinária nas mulheres e não é tão comum. Os sintomas são diferentes, o local é diferente, e até o diagnóstico pode ser feito de forma diferente também.

Qual a principal diferença?

É muito difícil os homens apresentarem cistite, que é uma coisa muito comum em mulheres. Estima-se que um terço das mulheres pode ter cistite. Já os homens não, de 20 a 50 vezes menos.

A mulher tem infecções urinárias ou doenças sexualmente transmissíveis, que pode ser na uretra, conhecidas como a gonorreia e a clamídia. O homem pode ter infecções na próstata, que seria a prostatite, e que podem causar sintomas no início, similares ao da cistite.

Quais os sintomas?

Os sintomas são:

  • Ardência.
  • Queimação para urinar.
  • Vontade de urinar com maior frequência.

Só que prostatite é uma infecção bem mais importante, e até de maior potencial de gravidade que uma cistite. Muitas vezes, o homem pode ter febre e muita dificuldade para urinar, no sentido de não conseguir expelir a urina.

Prostatite nos homens

A infecção urinária no homem, mais clássica e diferenciada, é a prostatite e não a cistite. Desta forma, com essas nuances, o caso é mais grave, e pode levar a bactéria para o sangue, causando o maior risco de bacteremia e septicemia.

Muitos pacientes, às vezes, precisam ficar na UTI, principalmente se for uma infecção mais grave. Portanto, homem que começa a ter ardência para urinar, dificuldade para eliminar a urina, e eventualmente febre, deve procurar um pronto socorro de forma rápida, porque pode estar com uma prostatite.

Diagnóstico

Como a infecção não está na bexiga, na mulher sempre se pede para desprezar o primeiro jato de urina para fazer o diagnóstico. No homem geralmente é ao contrário, prefere-se pegar esse primeiro jato da urina e não desprezar. Então, é uma nuance bem diferente no diagnóstico que devemos prestar atenção. Muitas vezes no homem a infecção pode ir para o sangue e muitas vezes, o paciente é internado e recebe antibiótico na veia.

São características bem diferentes na infecção urinária do homem e da mulher, como o diagnóstico e o tratamento. E ambos precisam ficar de olho nesses pequenos detalhes, para que procurem um pronto-socorro da forma mais rápida.

Os homens podem ter infecções na próstata com repetição, podendo aumentar o PSA, confundindo com um diagnóstico de câncer de próstata. Se estiver com a doença, tem que ser bem diagnosticada e tratada adequadamente.

Tratamento

A parte boa é que o tratamento, na maioria das vezes, só com antibiótico, é super efetivo e resolve o problema. No entanto, diferente da mulher que trata por poucos dias, uma infecção na próstata tem que ser tratada por mais tempo, de quatro a seis semanas de antibiótico, o que normalmente deixa as pessoas bem, ou acabam desistindo do tratamento e aumenta a chance de voltar, ou deixa bastante chateadas as pessoas com tantas semanas de antibióticos, mas é importante para que essa infecção não se torne crônica.

E os homens podem ter infecções na próstata com repetição, podendo aumentar o PSA, confundindo com um diagnóstico de câncer de próstata. Se estiver com a doença, tem que ser bem diagnosticada e tratada adequadamente.

2 Comentários

  1. Odair Fidelis

    Ola eu faço uso do axeron gel mas umas semanas para ca meu libido sumiu.nao sinto excitação isso não é normal.tenho 37 anos o que causa pode está acontecendo.

    Responder
    • Dr. Cassio Andreoni

      Olá, Odair. São diversas causas para que isso esteja acontecendo, sendo assim, o mais recomendado é procurar um médico de confiança para que seja feito todos os exames e descubra o motivo pelo qual isso ocorre. Infelizmente não posso dar uma resposta mais precisa, pois precisaria de todos os exames em mãos e acompanhamento médico. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dr. Cásssio Andreoni

Urologista pioneiro em robótica para cirurgia de próstata.

Entre em contato: